Séries
443 Views
0

Nova imagem de Sandman, da Netflix, é divulgada junto a entrevista com ator e Neil Gaiman

Uma nova entrevista com o ator Tom Sturridge e o criador de Sandman, Neil Gaiman, para a revista Entertainment Weeklyrevelou uma nova imagem do personagem principal — que atende por vários nomes, como Sonho, Morfeu, Devaneio e, claro, Sandman — assim como algumas informações sobre o desenvolvimento do seriado.

Tom Sturridge como Sonho no episódio 4 de The Sandman.

Na entrevista, Gaiman e Sturridge falam do trabalho de escalação desse personagem e da composição dele para incorporar um ícone cultural tão importante.

Gaiman afirma que a quantidade de testes foi enorme:

Acho que eu, pessoalmente, vi 1500 testes para o Morfeu. Não consigo nem imaginar quantos a [diretora de casting] Lucinda Syson e a equipe dela viram.

O ator escolhido para o papel acredita que foi um número necessário para um projeto dessa magnitude:

Foi completamente necessário, porque é um personagem tão profundamente querido — por mim, mais do que todo mundo. Exige que se passe tempo com um ser humano para descobrir se ele alcança o sonho que você tem de quem ele é. […] Acho que Sandman é algo que permeia toda a nossa cultura. Mesmo o nome, Morfeu, Rei dos Sonhos, me assombrava na minha juventude.

Gaiman assegurou que ele tem contato direto com o roteiro, e que um dos trabalhos mais minuciosos que ele teve de desempenhar foi o de supervisionar (em suas palavras, obsessivamente) o texto dos diálogos do Sonho, já que a maneira com que ele fala é algo que define toda a experiência de sua graphic novel:

O diálogo de Morfeu é incrivelmente específico. Deve ter sido a coisa com a qual mais fiquei obcecado. Alguém escrevia um fabuloso roteiro, [o showrunner] Allan Heinberg reescrevia esse fabuloso roteiro, e eu via cada versão, mas sempre chegava num ponto em que eu estava revirando as falas do Morfeu, me certificando de que cada palavra estivesse certa, que os ritmos estavam corretos.

Sturridge comenta que o trabalho forte nos diálogos é importante para o personagem.

Eu me lembro de você dizer que tudo que ele diz precisa parecer talhado em pedra. Ele nunca improvisa. Ele já viveu e sentiu cada pensamento, sonho e momento, e logo sabe tudo que vai dizer. Isso me ajudou muito.

Gaiman até brinca que o trabalho de voz para o personagem era muito importante, e que chegou a dar uma bronca no ator:

Eu rosnei para ele uma vez e disse “para de ser o Batman!” Ele estava tentando fazer uma voz rouca.

The Sandman ainda não tem estreia marcada na Netflix, mas está previsto ainda para este ano.

Comunidade Geek Here

Divirta-se, mas tenha bom senso e respeite os outros.

Deixe uma resposta