Filmes
947 Views
0

Obi-Wan Kenobi: Presente, passado e futuro

Chegamos aos 4 de maio, o dia de Star Wars! Ok, a estreia do primeiro filme da saga foi em 25 de maio, mas como uma brincadeira com a sonoridade da máxima “Que a Força esteja com você” (“May the Force be with you”, “May the Fourth be with you”… sacaram?), o quarto dia do mês acabou sendo abraçado pelos fãs da franquia criada por George Lucas para celebrar nossa obra pop preferida. E o melhor de tudo: essa história ainda não terminou de ser contada e esse universo só se expande cada vez mais.

O próximo grande capítulo da saga é Obi-Wan Kenobi, série de seis episódios focada na vida do lendário mestre Jedi durante seu exílio em Tatooine, enquanto espera o momento certo para treinar o jovem Luke Skywalker. Mas antes de falar dela, temos que voltar ao passado, há muito tempo atrás, em uma galáxia muito, muito distante…

Kenobi, o padawan

A vida de Obi-Wan foi marcada por aventuras desde a mais tenra idade

Nascido no planeta Stewjon 57 anos antes da batalha de Yavin – tida como o “marco zero” no calendário oficial da franquia – Obi-Wan Kenobi se mostrou sensível ao poder da Força ainda bebê, sendo levado de seu planeta até o templo Jedi de Coruscant para ser treinado com apenas seis meses de vida. Lá, ele começou a aprender técnicas simples de uso da Força, excedendo as expectativas dos instrutores  já aos três anos de idade.

Sob a tutela de Yoda, Kenobi aprendeu sobre os caminhos da Força, as tradições Jedi e sua história, enquanto recebia treinamento de combate com sabres de luz com o mestre Cin Drallig, que o ensinou as formas básicas de luta. Contudo, ele não era do tipo quieto, sendo conhecido principalmente por sua natureza rebelde e pelo seu pouco apreço às regras, o que fazia com que vários mestres se recusassem a escolhe-lo como um padawan, isto é, um aprendiz de Jedi. Assim sendo, Yoda procurou alguém que tivesse métodos não muito ortodoxos de ensino e que fosse tão questionador quanto ele, achando no mestre Qui-Gon Jinn a figura perfeita para treiná-lo.

Ao lado do mestre Qui-Gon Jinn, Obi-Wan viveu incontáveis aventuras pela galáxia

Ao lado de Qui-Gon, Obi-Wan viveu grandes aventuras pela galáxia, sendo a maior delas em Naboo, quando tinha 25 anos. Com o planeta sitiado pela federação do comércio, coube à dupla de Jedi salvar a rainha de seus captores e resolver o conflito, mas não antes de darem uma paradinha em Tatooine, que lhes serviu de esconderijo durante a fuga. Lá, eles conheceram o pequeno Anakin Skywalker, que já mostrava genialidade como piloto e foi fundamental para a vitória da república sobre os opressores da Federação.

Também foi em Naboo que Kenobi mereceu seu título de Cavaleiro Jedi ao derrotar o lorde Sith Darth Maul em um duelo mortal. Mas essa vitória cobrou seu preço: Qui-Gon perde sua vida na luta contra o inimigo, e para honrar o desejo de seu mestre, Obi-Wan decide treinar Anakin como um Jedi. E então, as engrenagens do destino começam a rodar…

Kenobi, o cavaleiro

Muito mais experiente, Obi-Wan Kenobi se esforça para treinar Anakin no caminho dos Jedi

Dez anos após a batalha de Naboo, Kenobi e seu padawan Anakin recebem mais uma missão do conselho Jedi: proteger a ex-rainha e agora senadora Padmé Amidala de assassinos misteriosos que atentavam contra sua vida. A investigação em busca dos culpados levou o mestre até o planeta Kamino, onde ele descobriu que a república estava secretamente criando um poderoso e imenso exército de clones para defende-la de um grande conflito que se aproximava. Esse exército teria sido encomendado por um… mestre Jedi. A trama se complica.

Longe dali, Anakin e Padmé se apaixonam durante a missão, enquanto Kenobi segue o caçador de recompensas Jango Fett até o planeta Geonosis, onde é capturado por um velho conhecido, o conde Dookan, mestre de seu mestre Qui-Gon Jinn (o que faz dele seu mestre também, se a gente seguir a lógica do Camus de Aquário). Dookan então lhe revela que a república está sendo controlada por um lorde Sith, Darth Sidious, que está escondido bem embaixo do nariz de todos sem ser detectado. Ao se recusar a apoiar sua causa, Obi-Wan é condenado à morte e mandado para a arena de Geonosis, para ser devorado por criaturas horrendas em um coliseu lotado de geonosianos sedentos de sangue.

Obi-Wan lutou bravamente em Geonosis contra Dookan e suas forças

Na companhia de Anakin e Padmé, que também haviam sido aprisionados enquanto tentavam salvá-lo, Obi-Wan consegue se desvencilhar de suas correntes e matar as criaturas, recebendo logo depois a ajuda de outros Jedi e do recém-formado exército de clones, que travaram uma grande batalha na superfície do planeta. A dupla de mestre e aprendiz encara Dookan, que os derrota sem muita facilidade e consegue fugir. Começavam ali as Guerras Clônicas, que envolveram toda a galáxia e mudaram seu futuro pra sempre.

Kenobi, o mestre

Agora um general da república, Obi-Wan se tornou um herói das Guerras Clônicas

Nas Guerras Clônicas, Obi-Wan, Anakin e a padawan Ahsoka Tano lutaram incontáveis batalhas, fazendo a diferença no conflito e libertando vários planetas, campanha após campanha. Uma dessas incursões o levou até Mandalore, onde viu mais uma vez aquela que foi seu único amor: a condessa Satine Kryze, que lutava para impedir que a guerra chegasse a seu planeta. No entanto, ela é morta por Darth Maul, que retornou mais vivo do que nunca e com uma sede insaciável de vingança pelo homem que o derrotou. A morte da condessa não quebrou o espírito de Kenobi, como Maul queria, mas se tornou um peso dentro do coração do Jedi que ele carregaria por toda sua vida.

Após três anos de intensos combates pelas estrelas, o exército separatista consegue sequestrar o chanceler Sheev Palpatine, forçando Obi-Wan e Anakin a seguir seu rastro em meio à batalha espacial. Dentro da nave de comando, na presença do chanceler, a dupla enfrenta uma última vez o Conde Dookan (ou Darth Tyranus, sua alcunha Sith), que morre pelas mãos de Anakin. Com o salvamento sendo bem sucedido, os dois partem em missões diferentes, e Kenobi vai até Utapau para derrotar o General Grievous e por fim à guerra de uma vez por todas.

Obi-Wan é forçado a lutar contra seu próprio aprendiz em um duelo que definiu o resto de sua vida

Obi-Wan mata Grievou após um combate difícil, no qual precisou apelar para uma blaster, uma arma “nada civilizada”, de acordo com ele próprio. Mas a vitória durou pouco. Traído por sua própria tropa de clones, ele retorna, escondido, até Coruscant, onde, ao lado de mestre Yoda, descobre uma terrível verdade: Anakin Skywalker, seu padawan, os traiu. Acompanhado de um pequeno exército, ele arrasou o templo Jedi, matou crianças e se rendeu ao lado sombrio da Força, se tornando o lorde Sith Darth Vader.

Determinado a impedir seu antigo aprendiz de continuar seguindo o caminho do mal, o mestre vai confrontá-lo em Mustafar, e o que se segue é o duelo mais emocionante, disputado e dramático de toda a saga até agora. Mesmo nivelados em matéria de poder e habilidade, Obi-Wan leva a melhor, deixando Vader para morrer na lava do planeta. Este foi seu maior erro, já que isso serviu apenas para aumentar ainda mais o ódio no coração de seu aluno. E nos anos que se seguiram, Kenobi permaneceu escondido, esperando o momento certo para voltar à ação e treinar Luke Skywalker, o filho de Anakin.

O último duelo de Kenobi

Um envelhecido Obi-Wan Kenobi encara a última missão de sua vida

Passados vinte anos, Obi-Wan finalmente teve a oportunidade de sair de seu exílio ao salvar um bem mais velho Luke dos caçadores Tusken em Tatooine. O garoto o procurou com R2D2, C3PO e uma mensagem da princesa Leia Organa, que lhe implorava por ajuda na luta contra o Império. O velho mestre topa o desafio, iniciando assim o treinamento de Luke e lhe abrindo as portas para um universo muito maior.

Os dois contratam os serviços de Han Solo e Chewbacca para levá-los até Alderaan, mas o planeta não está mais lá, tendo sido destruído pela mais nova arma do Império, a Estrela da Morte, uma estação espacial de batalha com poder suficiente para obliterar um planeta inteiro. Atraídos pelo raio trator da estação, o grupo toma rumos diferentes. Enquanto Luke e Han partem para salvar a princesa, Kenobi tem a missão de desativar o campo de força para permitir a fuga deles… mas encontra Darth Vader pelo caminho.

Obi-Wan e Darth Vader tem seu último duelo, que termina de uma maneira bastante inesperada

Os dois tem seu último duelo, e no meio dele, Kenobi percebe que pode ajudar muito mais se transcender ao próximo nível de existência e se unir à Força, como seu mestre Qui-Gon fez. Assim sendo, ele se deixa abater por Vader, se tornando muito mais poderoso do que seu antigo aprendiz jamais poderia imaginar e podendo auxiliar Luke de uma forma muito mais eficiente e presente, como um espírito da Força.

Nos anos seguintes, o mestre exerceu muito mais um papel de observador e conselheiro, aparecendo para Luke em momentos de crise para guiá-lo e revelando que Leia na verdade a irmã perdida que ele nunca soube que tinha. E encontrou paz ao lado de um redimido Anakin Skywalker e o mestre Yoda ao testemunhar a vitória final da rebelião sobre o opressor império.

A história não contada

A nova série do Disney+ vai mostrar Kenobi enfrentando Inquisidores e o próprio Darth Vader

E eis que chegamos a 2022, onde uma nova página de Star Wars está prestes a se abrir. Vem aí Obi-Wan Kenobi, série do Disney+ que vai marcar o retorno de Ewan McGregor ao papel e vai mostrar o herói em uma nova aventura e encarando novos inimigos enquanto se esconde em Tatooine e vigia Luke Skywalker até a hora de finalmente voltar à ativa.

Ambientada 10 anos depois de A Vingança dos Sith, a série encontra Kenobi derrotado e sem muita esperança, amargurado por sua falha com Anakin e com a galáxia. Mas as coisas começam a mudar quando, de alguma forma, sua localização é descoberta e três novos inimigos aparecem em seu encalço: o Grão Inquisidor (Rupert Friend), o Quinto Irmão (Sung Kang) e a Terceira Irmã (Moses Ingram), inquisidores imperiais cuja única missão é caçar e matar Jedi fugitivos.

Essa perseguição levará o mestre até o planeta Dayu, em uma missão que ainda não sabemos qual é, já que a trama da série está sendo mantida em segredo absoluto. Mas uma coisa podemos dizer com certeza: a tão esperada revanche entre ele e Darth Vader, que será novamente vivido por Hayden Christensen, vai acontecer, e nada no mundo pode preparar ele (ou nós) para isso.

E aí, quais são suas expectativas para a nova série de Star Wars no Disney+? Como vão comemorar este 4 de maio? Não esqueçam de falar pra gente nos comentários! E lembrem-se: a Força estará com vocês… sempre.

Comunidade Geek Here

Divirta-se, mas tenha bom senso e respeite os outros.

Deixe uma resposta